• Capas Site Mauro 01

Frente DMAE instalacao 03 Luiza Dornelles

Com a missão de demonstrar a excelência do serviço de saneamento oferecido aos porto-alegrenses e evitar que a falta de investimentos provoque o sucateamento do sistema de abastecimento de água e tratamento do esgoto pluvial da capital gaúcha, foi instalada, no início da tarde desta quinta-feira (1/3) a Frente Parlamentar em Defesa do DMAE. Idealizada pelo vereador Mauro Zacher (PDT), que presidirá os trabalhos, a Frente é suprapartidária e já conta com a adesão de 16 vereadores. Cassiá Carpes (PP), será o vice-presidente, e Marcelo Sgarbossa (PT), fará a secretaria dos trabalhos.

O ato de instalação, no salão Adel Carvalho, reuniu servidores, sindicalistas, vereadores e contou com a presença do ex-prefeito e ex-diretor-geral do DMAE - em duas oportunidades – João Antônio Dib; do ex-diretor-geral do órgão, Antônio Elisandro; e do deputado federal Henrique Fontana (PT). No final da tarde, ainda nesta quinta-feira, acontecerá a primeira mesa redonda, com o tema DMAE Público: água e saneamento de qualidade, com a presença de ex-diretores da autarquia.

Para Zacher, o momento é de união de esforços para impedir que o atual governo tenha sucesso no seu intento de privatizar serviços que sempre foram exemplo de qualidade para a população. O vereador destaca que modelo, inclusive, está sendo revertido em muitas cidades onde foi aplicado, “devido ao aumento da tarifa e o não cumprimento das cláusulas contratuais de ampliação do sistema”.

João Dib, Fontana e Elisandro se somaram ao movimento em defesa do DMAE público. Eles destacaram que o órgão tem todas as condições de continuar, da forma como está, sem mudanças estruturais, a fornecer o serviço com mesma qualidade. “Se funciona bem, não depende financeiramente da prefeitura, não há porque mexer”, disse Dib.

 

WhatsApp Image 2017 12 20 at 17.43.44

Créditos: Ederson Nunes/CMPA

Requerimento foi aprovado na Câmara de Porto Alegre nesta quarta-feira, 20/12. Objetivo é fazer contraponto ao projeto de Emenda à Lei Orgânica que trata da possibilidade de concessão do fornecimento do serviço público de água e esgoto da Capital.

Reuniao Cetranscoletivo 6 2

Por acordo entre os vereadores presentes à reunião da Comissão Especial que analisa os seis projetos da prefeitura, que propõe mudanças no transporte coletivo de Porto Alegre, a apresentação do relatório final dos trabalhos foi adiada para o próximo dia 19. Na semana seguinte, em 23 de fevereiro, após a análise dos parlamentares, será feita a votação.

Preliminarmente, o texto aponta para a rejeição a todos os projetos do governo municipal. Se aprovado o relatório nesses termos será um indicativo, mas não a posição final, já que essa prerrogativa é de cada um dos vereadores em plenário.

Integrante da comissão especial, o vereador Mauro Zacher (PDT) destacou a sua posição em defesa da garantia dos direitos de idosos, estudantes, professores, policiais, guardas-municipais e deficientes; do emprego de cobradores; e da qualificação - ao invés da depreciação - da frota de veículos que diariamente são colocados nas ruas para servir à população.

Zacher afirma que, a exemplo de cidades como São Paulo, Porto Alegre deve apostar na criação de um fundo, como aponta o texto prévio do relatório. "Ele será composto por recursos de multas, da cobrança do estacionamento em Área Azul e outras fontes, e será capaz de subsidiar a ampliação e a qualificação do sistema, sem prejuízo aos cidadãos e das empresas".

Redes Sociais

Redes Sociais FacebookRedes Sociais twitterRedes Sociais InstagranRedes Sociais emailRedes Sociais youtube

Ponto de Vista

Você é a favor ou contra a ampliação da guarda municipal na atuação da segurança pública de Porto Alegre?
  • 339 Votos
    A FAVOR
    91.37%
  • 32 Votos
    CONTRA
    8.63%
← Votar
Total 371 Votos

Pesquisa