Concretizando sonhos na vida
de cada cidadão

home logo
MauroZacher 370

O ex-governador Ciro Gomes (PDT) esteve em Porto Alegre a convite do vereador Mauro Zacher (PDT) para analisar os seis primeiros meses do governo de Jair Bolsonaro. Na atividade, Ciro apresentou uma atualização do Observatório Trabalhista, ferramenta criada para acompanhar os principais indicadores da economia e demais setores brasileiros.

Materia 20 Ciro Gomes Debora Ercolani CMPA

Crédito foto: Débora Ercolani/CMPA

Durante o evento em Porto Alegre, Ciro Gomes também avaliou o comportamento dos deputados dissidentes, que votaram a favor da Reforma da Previdência apresentada pelo governo Bolsonaro. Para ele, o fato de o PDT ser um partido focado nas questões do trabalho, agrava o caso dos parlamentares rebeldes.

"Nós somos do partido de Getúlio Vargas que criou o sistema de previdência no Brasil", disse ele, citando ainda o ex-presidente João Goulart e o ex-governador do Rio Leonel Brizola, ao afirmar que estão “chovendo” representações de diversas instâncias do PDT pedindo providencias contra esses oito deputados que votaram a favor da reforma.

Sobreos vazamentos de áudios entre o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e procuradores que integram a Lava Jato divulgados pelo site The Intercept, Ciro disse que “Ele é um politiqueiro, com comportamento acanalhado". Ainda sobre Moro, Ciro ressaltou que o ministro colocou a sua ambição pessoal de poder acima de qualquer juramento da Lei Processual do Código de Ética da magistratura. “O ex-presidente Lula realmente chafurdou na corrupção com seus colegas, isso eu não tenho a menor dúvida, porém até o pior bandido tem direito a um julgamento severo, dentro das leis, e o que o juiz Sérgio Moro fez? Plantou nulidades", declarou Ciro sobre o aconselhamento feito aos promotores de Justiça que atuaram no caso.

"Diz a lei claramente que é suspeito o juiz que aconselhar uma parte. É evidente que Sergio Moro não estava aconselhando, e sim liderando o Ministério Público para perseguir aquilo que ele imaginava ser o justo, mas fiquem sabendo que Moro foi quem implantou a nulidade a ele", afirmou. No sistema democrático, disse o ex-governador, "supõe-se que o juiz vai atuar imparcialmente de forma equilibrada, isenta das paixões e antagonismos, e Sergio Moro fez o oposto".

Você está navegando em :: Notícias

Comente este conteúdo:

Redes Sociais

Redes Sociais FacebookRedes Sociais twitterRedes Sociais InstagranRedes Sociais emailRedes Sociais youtube

Ponto de Vista

Você é a favor ou contra o cercamento da Redenção ?
  • 1585 Votos
    Contra
    55.65%
  • 1263 Votos
    Favorável
    44.35%
← Votar
Total 2848 Votos

Pesquisa