Concretizando sonhos na vida
de cada cidadão

home logo
MauroZacher 370

A construção de um grupo de trabalho para a elaboração de um projeto que formule um plano de prevenção e um protocolo de enfrentamento a casos de violência nas escolas de Porto Alegre foi firmada entre as representações das instituições participantes do debate público realizado na tarde desta quinta-feira (11/4), na Câmara Municipal da capital gaúcha. Motivado pela repercussão do recente caso da escola Raul Brasil, em Suzano/SP, encontro, sugerido à Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (Cece) pelo vereador Mauro Zacher (PDT) reuniu dezenas de interessados dos setores da educação, segurança pública, saúde e comunicação que trataram o tema por mais de quatro horas no Auditório Ana Terra.

Materia 15 Seminario violencia escolar Bernardo Speck CMPA 1

Crédito foto: Bernardo Speck/CMPA

Zacher destacou que o encontro cumpriu seu objetivo. “Reunimos aqui representações do ensino público e privado, dos governos municipal e estadual, das forças de segurança, Brigada Militar e Polícia Civil, da área de pesquisa em saúde da Universidade Federal, sindicatos e associações de professores e de comunicação, e todos com a certeza de que essa é uma tarefa conjunta, que envolve a participação e responsabilidade de cada um”, comemorou.

De acordo com Marcos Rolim, do Instituto Cidade Segura, “esse protocolo é necessário, porém não pode ser mais um documento “a ficar só no papel” Ele lembrou a pioneira lei de prevenção ao Bullying no país, elaborada pelo vereador Mauro Zacher, e que, infelizmente até hoje não foi efetivamente implantada”.

Participaram do evento, além de Zacher, Fraga e Rolim, a vice-presidente do Centro de Professores do Estado do Rio Grande do Sul (CPERS/Sindicato), Solange da Silva; o presidente do Sindicato dos Estabelecimemtos do Ensino Particular (Sinepe/RS), Bruno Eizerik; o comandante do Policiamento da Capital, Coronel Rodrigo MohrPicon; o presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), Conrado Paulino; a representante do Núcleo de Pesquisa em Psicanálise, Educação e Cultura da UFRGS, Rose Gurski; a titular da Delegacia de Proteção a Grupos Vulneráveis, Sabrina Dores Teixeira; a representante da Secretaria de Educação do Estado (SEDUC), delegada Patrícia Sanchotene Pacheco; o representante da secretaria municipal da Educação (SMED), Júlio Flores; a diretora da Associação dos Técnicos em Educação de Porto Alegre (Atempa) Sinthia Mayer; o representante da Secretaria Estadual de Segurança (SSP/RS), delegado Emerson Wendt; e a diretora do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, Vera Deise Barcelos. O evento foi transmitido ao vivo pela página do vereador no Facebook, onde está disponível para o acesso de todos os interessados.

Você está navegando em :: Notícias

Comente este conteúdo:

Redes Sociais

Redes Sociais FacebookRedes Sociais twitterRedes Sociais InstagranRedes Sociais emailRedes Sociais youtube

Ponto de Vista

Você é a favor ou contra o cercamento da Redenção ?
  • 1585 Votos
    Contra
    55.65%
  • 1263 Votos
    Favorável
    44.35%
← Votar
Total 2848 Votos

Pesquisa